Negociações entre Tibete e China são adiadas por terremoto

sexta-feira, 6 de junho de 2008 09:30 BRT
 

DHARAMSALA (Reuters) - As conversas entre enviados tibetanos e autoridades chinesas, agendadas para 11 de junho, foram adiadas devido ao terremoto do mês passado, disse um representante do Dalai Lama na sexta-feira, acrescentando que espera que os dois lados se reencontrem ainda este mês.

No começo de maio, ocorreram os primeiros encontros na cidade chinesa de Shenzhen, logo depois de um protesto anti-Pequim em Lhasa e áreas vizinhas. Na ocasião, ficou acertado que outro encontro ocorreria no da 11 de junho.

Mas Tenzin Taklha, importante representante do Dalai Lama, o líder espiritual tibetano, disse que as conversas foram adiadas por causa do terremoto que atingiu a província chinesa de Sichuan, matando mais de 69 mil pessoas.

"Estamos tentando agendar novas datas, a primeira data era 11 de junho, mas isso foi adiado", disse Taklha.

"Por causa da situação na China depois do terremoto, tivemos de adiar a data. Mas espero que, até o fim de junho, (a conversa) aconteça", disse.

A China tem dito que a "camarilha de Dalai Lama" foi responsável pela confusão no Tibete e pelos protestos que, posteriormente, atrapalharam o revezamento da tocha olímpica pelo mundo.

No encontro de maio, os dois enviados tibetanos afirmaram que os acontecimentos no Tibete eram um "claro sintoma da profunda mágoa e ressentimento dos tibetanos" em relação às políticas do governo chinês há décadas.

A mídia estatal chinesa, por outro lado, acusou o líder tibetano de tentar manchar o nome da China e impedir seu crescimento, dias antes do encontro com os enviados.

Durante a conversa, cada lado lançou propostas "concretas" que poderiam fazer parte de uma futura agenda, disse Lodi Gyari, um dos dois enviados tibetanos.   Continuação...

 
<p>Negocia&ccedil;&otilde;es entre Tibete e China s&atilde;o adiadas por terremoto. Ponte danificada por terremoto na prov&iacute;ncia de Sichuan. As conversas entre enviados tibetanos e autoridades chinesas foram adiadas devido ao terremoto do m&ecirc;s passado, disse um representante do Dalai Lama. 6 de junho. Photo by Jason Lee</p>