6 de Maio de 2008 / às 14:42 / em 9 anos

BOVESPA-Euforia com investment grade perde força e índice cai

SÃO PAULO, 6 de maio (Reuters) - Depois de produzir uma alta de 10,9 por cento de valorização nas últimas três sessões, a euforia do investidor da Bolsa de Valores de São Paulo com a concessão de grau de investimento ao Brasil perdia força nesta terça-feira.

O Ibovespa .BVSP, que bateu três recordes consecutivos desde o anúncio da elevação do rating soberano do Brasil, na última quarta-feira, recuava 0,64 por cento, para 69.728 pontos, às 11h38. O giro financeiro era de 1,7 bilhão de reais.

“Após um alta muito forte e rápida, o mercado parou um pouco para respirar”, disse Américo Reisner, operador da corretora Fator.

Segundo o profissional, movimentos isolados de realização de lucros com os papéis que mais subiram nos últimos dias, foram precipitados com o mau desempenho dos mercados internacionais.

Na Bolsa de Nova York, o índice Dow Jones .DJI recuava 0,67 por cento, emendando a segunda queda, após novas preocupações com perdas com o setor imobiliário nos Estados Unidos. Pela manhã, a provedora de financiamento domiciliar Fannie Mae reportou o terceiro prejuízo trimestral seguido.

Na bolsa paulista, o embolso de ganhos atingia com mais força as ações preferenciais da TIM Participações TCSL4.SA, que desabavam 9,82 por cento, a 5,15 reais, depois de a companhia ter informado que seu prejuízo no primeiro trimestre foi cinco vezes maior do que no mesmo período de 2007, um resultado muito pior do que o esperado pelo mercado.

As ações ordinárias da Light (LIGT3.SA), que na segunda-feira haviam disparado 9,3 por cento, liderando os ganhos do Ibovespa, nesta manhã perdiam 4,97 por cento, a 26,79 reais.

Outro destaque negativo eram as ações preferenciais do Itaú ITAU4.SA, com declínio de 3,82 por cento, a 47,80 reais. O segundo maior banco privado brasileiro informou nesta manhã que seu lucro líquido do primeiro quarto do ano foi de 2,04 bilhões de reais, umavanço de 7,5 por cento sobre igual período de 2007. “Os números vieram em linha com as projeções”, disse Ricardo Tadeu Martins, chefe de análise da corretora Planner.

Na ponta contrária, as ações preferenciais da OI TNLP4.SA avançavam 2,16 por cento, cotadas a 40,15 reais.

Logo atrás, os papéis ordinários da JBS Friboi (JBSS3.SA) tinha ganho de 2,29 por cento, a 8,47 reais. O Citi liberou relatório nesta quarta-feira elevando o preço-alvo das ações do frigorífico de 8,70 reais para 12 reais.

Reportagem de Aluísio Alves; Edição de Cláudia Pires

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below