Citi fechará agências de financiamento a consumidor no Japão

sexta-feira, 6 de junho de 2008 08:57 BRT
 

TÓQUIO, 6 de junho (Reuters) - O Citigroup (C.N: Cotações) fechará as agências remanescentes de financiamento a consumidor e máquinas automáticas de empréstimos no Japão, em continuação de estratégia da instituição atingida pela crise de crédito de se retirar da indústria de empréstimos do Japão.

O Citigroup, que opera atividade de empréstimos a consumidores no Japão sob a marca Dic, informou na sexta-feira que fechará suas últimas 32 agências e 540 máquinas automáticas de empréstimos.

A indústria de financiamento ao consumidor japonês tem sido atingida por regulação mais restrita que reduz o máximo de juros cobrado.

Outra companhia norte-americana, a General Electric (GE.N: Cotações), tem buscado vender sua unidade de financiamento ao consumidor no Japão, que opera sob a marca Lake.

Mas o Citigroup, que registrou mais de 45 bilhões de dólares em baixas contábeis e perdas com crédito desde o ano passado, não pretende sair completamente do mercado de financiamento ao consumidor da segunda maior economia do mundo.

O banco norte-americano informou em comunicado que vai "reduzir" novos financiamentos a consumidores. Uma porta-voz do Citigroup em Tóquio, Atsuko Yoshitsugu, informou que a área continuará a ter uma presença online.

Muitas financeiras no Japão caíram no vermelho, o que forçou algumas a se vincular a bancos do país para obter recursos.

Outras, como as operações do Citigroup, têm reduzido suas redes de agências. Em 2002, o banco norte-americano tinha 903 representações no Japão. Mas em janeiro de 2007, o número tinha diminuído para 320.

(Por David Dolan)