ATUALIZA-Lucro da EDP cai 3,6% em 2007

quinta-feira, 6 de março de 2008 18:14 BRT
 

(Texto atualizado com desempenho das operações da empresa no Brasil e declarações do presidente da EDP)

LISBOA, 6 de março (Reuters) - O lucro da Energias de Portugal (EDP) (EDP.LS: Cotações), controladora da brasileira Energias do Brasil (ENBR3.SA: Cotações), caiu 3,6 por cento em 2007, para 907 milhões de euros, devido a custos com reestruturação e desvios tarifários.

O resultado ficou acima das estimativas de 16 analistas, que previam em média lucro de 898 milhões de euros. A empresa citou as operações fora de Portugal e o desempenho das unidades eólicas como destaque do período.

O lucro antes de impostos, juros, depreciações e amortizações da empresa, conhecido pela sigla em inglês Ebitda, que mede a capacidade de geração de caixa, subiu 14 por cento, para 2,628 milhões de euros.

A EDP informou que as operações no Brasil tiveram uma ajuste tarifário favorável, mas que em parte foi utilizado para antecipação de custos de reestruturação da ordem de 193 milhões de euros.

"Foi um ano particularmente positivo (...) que fez com que tenhamos tido indiscutivelmente uma taxa de crescimento do Ebitda única na Europa", disse a jornalistas o presidente da EDP, António Mexia.

"Esta é uma excelente performance em ambiente de mercado adverso, em particular os preços na Península Ibérica. Os resultados operacionais foram os melhores de sempre, apesar de termos antecipados custos de reestruturação", disse.

Os resultados não são comparáveis com os de 2006 devido à compra da americana Horizon, consolidada a partir de julho de 2007 e mudanças de contratos em Portugal.

(Por Sérgio Gonçalves)