PANORAMA2-Inflação pressiona juros futuros e devolve realidade

terça-feira, 6 de maio de 2008 18:10 BRT
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 6 de maio (Reuters) - A inflação ao consumidor encerrou de vez o bom humor do mercado após o grau de investimento, pressionando os juros futuros com a perspectiva de uma Selic mais alta no final deste ano.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fipe acelerou para 0,54 por cento em abril, após ter registrado alta de 0,34 por cento em março.

O dado antecipa a expectativa do mercado com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que será divulgado na sexta-feira. O IPCA é usado pelo governo como referência para a política monetária.

"Acreditamos que os dados divulgados continuam compatíveis com uma demanda e uma economia vigorosas, o que estaria em linha com nossa projeção de mais cinco altas de 0,5 ponto percentual" na taxa básica de juro, comentaram Paulo Leme e Luis Cezario, analistas do Goldman Sachs, em relatório.

O relatório sobre a produção industrial veio mais suave, com alguma desaceleração do setor no primeiro trimestre. Nada, porém, que possa sinalizar uma demanda mais fria, segundo analistas. No período, a produção cresceu 6,3 por cento em relação ao primeiro trimestre do ano passado --abaixo da expansão de 7,9 por cento do quarto trimestre de 2007.

Outros mercados tiveram uma sessão menos movimentada. O dólar e a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fecharam praticamente estáveis, depois de oscilar de olho nos mercados internacionais.

Em Wall Street, o setor de energia foi um dos destaques, impulsionado pelo novo recorde do petróleo. O setor financeiro também teve bom desempenho após comentários positivos da concessora de hipotecas Fannie Mae FNM.

  Continuação...