PANORAMA1-Foco está sobre produção industrial e setor financeiro

terça-feira, 6 de novembro de 2007 07:52 BRST
 

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO, 6 de novembro (Reuters) - As atenções do mercado brasileiro se voltam nesta terça-feira para a produção industrial do país em setembro, que deve ter desacelerado significativamente, por conta do número menor de dias úteis.

O dado é importante pois ajuda a balizar as expectativas em relação à Selic, depois que o BC interrompeu o ciclo de dois anos de cortes em outubro.

A mediana das previsões de analistas consultados pela Reuters indica expansão de 0,10 por cento da atividade industrial em relação a agosto, quando a atividade cresceu 1,3 por cento. A perspectiva, no entanto, é que a indústria acelere em outubro e novembro.

Nos Estados Unidos a agenda é escassa e o foco deve continuar sobre as notícias do setor financeiro, depois que o Citigroup aumentou as preocupações do mercado ao alertar que pode ter que registrar baixa contábil de 11 bilhões de dólares em crédito de alto risco.

"Os efeitos da crise financeira sobre os balanços das instituições devem deixar o cenário externo mais conturbado ao longo da semana", prevê o economista-chefe da corretora Fator, Vladimir Caramaschi.

No Brasil o setor financeiro também está em destaque, a à medida que os maiores bancos do país divulgam os balanços do terceiro trimestre e fazem projeções para o resto de 2007 e para 2008.

Depois de Bradesco BBDC4.SA, quem divulgou seu balanço nesta terça-feira foi o Itaú ITAU4.SA, que registrou um lucro líquido recorrente de 1,57 bilhão de reais, ante lucro de 1,592 bilhão de reais no mesmo período do ano passado. [ID:nN05312348]

Na noite da véspera a Vivo VIVO4.SA anunciou um lucro de 4,4 milhões de reais no trimestre passado, uma reversão do prejuízo sofrido no mesmo período de 2006. [ID:nN06302886]   Continuação...