Nova falta de energia em SP leva sindicato a alertar para apagão

quinta-feira, 6 de março de 2008 18:48 BRT
 

Por Renata de Freitas

SÃO PAULO (Reuters) - A cidade de São Paulo registrou nesta quinta-feira a segunda ocorrência de falta de energia em uma semana. Para o sindicato dos eletricitários do Estado (Stieesp), as redes não estão preparadas para o consumo elevado e é preciso lançar uma campanha pelo uso racional da energia para evitar o chamado "apagão", como o ocorrido em 2001.

A Eletropaulo, distribuidora paulista, justificou que foi apenas a queda de galhos de árvores sobre a rede que provocou o desligamento de circuitos por algumas horas em duas áreas da capital nesta tarde --nos Jardins e no Planalto Paulista.

A empresa evitou comparar os eventos desta quinta-feira com o "apagão" ocorrido na terça-feira, quando problemas numa subestação da companhia de transmissão CTEEP atingiram 24 bairros da zona sul da cidade e parte de Embu.

Segundo o sindicato, quase três milhões de pessoas foram afetadas nos últimos três dias pelos episódios de falta de energia em São Paulo.

"Esse transtorno causado à população é reflexo da falta de investimento em recursos para melhoria na transmissão de energia", afirmou o presidente do Stieesp, Antonio Carlos dos Reis, conhecido como Salim, em nota à imprensa. "Teremos mais apagues se as empresas responsáveis não tomarem providências sérias em relação à manutenção da rede. Sem isso, a falta de energia é certa".

O sindicato se posicionou contra a privatização da CTEEP, ocorrida em 2006, e também se opõe à venda do controle da geradora Cesp, marcado para dia 26 deste mês.

CONSCIENTIZAÇÃO

"Em janeiro, os brasileiros foram alertados sobre a possibilidade de um apagão atingir todo o País. Como choveu, todos esqueceram do risco, mas é preciso implementar uma racionalização de energia como foi feito em 2001, precisamos ser reeducados", acrescentou.   Continuação...