BG diz não ter planos de vender sua participação em Tupi

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008 10:55 BRST
 

LONDRES, 7 de fevereiro (Reuters) - A produtora de gás britânica BG Group BG.L não tem planos de vender sua participação de 25 por cento no campo de Tupi, no Brasil, informou nesta quinta-feira o presidente-executivo, Frank Chapman.

"Tupi chegou para ficar", disse Chapman a jornalistas durante coletiva para comentar os resultados da empresa no último trimestre de 2007, que ficaram acima das estimativas, com lucro líquido de 486 milhões de libras.

O executivo descartou também qualquer plano de recompra de ações, informando que a empresa está poupando recursos para investir em novos projetos.

Chapman divulgou uma estimativa atualizada das reservas de Tupi, informando que o chamado volume "in place" pode ficar entre 12 e 30 bilhões de barris de óleo equivalente (boe), ante estimativa anterior de até 10 bilhões de barris.

Segundo ele, a nova estimativa está em linha com a divulgada pela Petrobras (PETR4.SA: Cotações) de reservas recuperáveis de entre 5 e 8 bilhões de barris de petróleo.

Isso confirmaria estimativas de alguns analistas de um fator de extração no campo de aproximadamente 30 por cento do total de reservas "in place".

A portuguesa Galp tem 10 por cento de participação no campo de Tupi e a Petrobras, os outros 65 por cento.

(Reportagem de Tom Bergin)