Dólar segue cenário externo e fecha em alta de 1,8%

quarta-feira, 7 de maio de 2008 16:41 BRT
 

Por Fabio Gehrke

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em forte alta nesta quarta-feira seguindo o movimento mundial da divisa frente a diversas moedas, em sessão marcada pela cautela do mercado com possíveis medidas do governo no âmbito cambial.

A moeda norte-americana subiu 1,75 por cento, encerrando a 1,690 real para venda. Nesta semana, o dólar acumula alta de 2,42 por cento, devolvendo parte das quedas que se seguiram ao anúncio do grau de investimento.

"Temos uma forte saída de posição de carry trade (tipo de operação que lucra com o diferencial de juros entre países) e uma volta para ativos em dólar", disse Marcelo Voss, economista-chefe da corretora Liquidez.

"É um movimento global de realização (de lucros) em moedas", afirmou o economista, em referência a alta do dólar que se repetiu frente a diversas moedas.

Voss ainda lembrou que os mercados acionários globais davam espaço para a alta da moeda norte-americana. Nos Estados Unidos, os principais índices acionários operavam em forte queda. A Bovespa também apresentava números vermelhos, enquanto que o risco-país subia 7 pontos.

Segundo um operador de câmbio de uma corretora que preferiu não ser identificado, os investidores estão cautelosos após o anúncio do grau de investimento para país e aguardam para avaliar se realmente irá ocorrer uma "enxurrada de dólares" e quais serão os movimentos do governo.

O mercado aguarda possíveis medidas do governo para incentivar as exportações e conter uma eventual deterioração adicional do dólar frente ao real.

Em relatório, Sidnei Nehme, diretor executivo da NGO Corretora, afirma que o mercado cambial está em um período propício para volatilidade já que os "estrangeiros, normalmente 'vendidos', estão 'comprados' a preços mais altos do que os atuais e em razão disto não estimulam que o dólar 'derreta' no mercado futuro da BM&F".   Continuação...