Jucá diz que Dilma enterrou dossiê;Vírgilio vê insegurança

quarta-feira, 7 de maio de 2008 14:39 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), elogiou a postura da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, na Comissão de Infra-Estrutura, e considera que o assunto do suposto dossiê com gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso pode ser enterrado.

"A ministra é tão vítima do vazamento quanto qualquer outra pessoa. A partir de agora temos que esperar os resultados da investigações da Polícia Federal e da sindicância interna da Casa Civil", disse Jucá.

Para o senador, Dilma prestou informações técnicas possíveis sobre o banco de dados organizado pela Casa Civil e o governo tem todo o interessse em esclarecer a questão do vazamento.

"Nem ministra, nem governo tem nada a esconder. Esse assunto no Senado se esgota e vamos aguardar a investigação", reafirmou.

Jucá considerou que Dilma estava bem preparada para o debate e que mostrou equilíbrio emocional e político.

"Ela lembrou de momentos importantes de sua vida com emoção e mostrou que teve coragem no tempo necessário para enfrentar a ditadura e agora tem coragem para ajudar o país a crescer com o PAC", disse referindo-se ao Programa de Aceleração do Crescimento.

O senador Artur Virgílio (PSDB-AM) não se mostrou satisfeito com os esclarecimentos da ministra e recorreu a uma expressão do futebol.

"Ela foi insegura. É como num time em que o goleiro vai bem até que se chute ao gol, na hora que chutou ela largou."

Após um intervalo, prossegue o depoimento de Dilma, iniciado por volta das 10h30 na Comissão do Senado.

(Texto de Mair Pena Neto, Edição de Denise Luna)