CÂMBIO-Dólar mantém atenção ao exterior e sobe pela 4a sessão

quinta-feira, 7 de agosto de 2008 11:00 BRT
 

SÃO PAULO, 7 de agosto (Reuters) - O dólar operava em alta pela quarta sessão consecutiva nesta quinta-feira, monitorando o comportamento do mercado internacional e das commodities em meio a um ajuste de posição de estrangeiros no mercado futuro.

Às 10h55, a moeda norte-americana BRBY era cotada 1,583 real, em alta de 0,32 por cento. Na semana, o dólar acumula valorização de mais de 1 por cento.

O mercado reflete a mudança de postura dos estrangeiros, que nos últimos dias vêm diminuindo as apostas na queda do dólar diante do real. Na quarta-feira, a posição vendida em derivativos cambiais desses agentes era de 2,6 bilhões de dólares, ante 7,6 bilhões de dólares no fim de julho.

"Está havendo um certo ajuste do dólar lá fora, e o movimento está sendo acompanhado aqui no Brasil. Os players estão diminuindo as posições vendidas, principalmente em derivativos cambiais", disse o operador de câmbio de uma corretora nacional, que preferiu não ser identificado.

O pano de fundo para o ajuste é o cenário internacional. Nesta sessão, as bolsas de valores em Nova York caíam mais de 1 por cento, reagindo ao prejuízo da seguradora AIG (AIG.N: Cotações) e ao aumento dos pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos.

A piora do humor provocava um aumento da aversão a risco. O risco Brasil 11EMJ subia 4 pontos, para 224 pontos-básicos.

O ajuste no mercado brasileiro não representa uma tendência de longo prazo para o câmbio, segundo analistas. "Não é nada de excepcional", disse o operador. "Acredito que a tendência do dólar é continuar caindo."

Um fator positivo para o real nesta sessão, por outro lado, era a recuperação das commodities, que nos últimos dias vinham contribuindo para a alta do dólar em todo o mundo. O índice Reuters-Jefferies CRB de commodities .CRB subia 0,76 por cento.

(Reportagem de Silvio Cascione; Edição de Daniela Machado)