Greenspan, ex-chefe do Fed, alerta: economia dos EUA desacelera

domingo, 7 de outubro de 2007 13:28 BRT
 

Por Donna Smith

WASHINGTON (Reuters) - O ex-chairman do Federal Reserve Alan Greenspan disse neste domingo que a taxa de crescimento da economia norte-americana está diminuindo, mas que as chances de uma recessão são menores que 50 por cento.

Greenspan disse ainda, na entrevista ao programa "Late Edition with Wolf Blitzer" da emissora de notícias CNN, que a turbulência causada pela crise das hipotecas imobiliárias "subprime" (de alto risco) está diminuindo e que os mercados financeiros estão voltando ao normal.

Para ele, os americanos devem tomar "cuidado" com a economia, mas sem necessariamente ficarem nervosos.

"Eu acho que a melhor maneira de dizer isso é que a taxa de crescimento da economia americana está definitivamente desacelerando", disse Greenspan, acrescentando que as chances de uma recessão são menores do que 50 por cento.

Greenspan acredita que os congressistas e o Federal Reserve não podem fazer muita coisa para evitar esta queda.

"Eu duvido bastante que exista alguma coisa que pode ou deve ser feita. Pois lembrem-se, nós temos uma economia bem complexa, auto-calibrada, auto-ajustada", disse.

Greenspan, que deixou o Fed em janeiro de 2006, tem feito extensas aparições públicas para promover a sua autobiografia, "A Era da Turbulência", publicada mês passado.

A economia norte-americana cresceu de forma relativamente animada a uma taxa anual de 3,8 por cento no segundo trimestre, mas está prevista uma diminuição acentuada durante o terceiro trimestre devido à contínua desaceleração do setor imobiliário.   Continuação...

 
<p>Ex-chairman do Federal Reserve, Alan Greenspan. O ex-chairman do Federal Reserve Alan Greenspan disse neste domingo que a taxa de crescimento da economia norte-americana est&aacute; diminuindo, mas que as chances de uma recess&atilde;o s&atilde;o menores que 50 por cento. Foto do Arquivo. Photo by Jim Young</p>