Lucro da Alcoa no primeiro trimestre cai mais de 50%

segunda-feira, 7 de abril de 2008 18:22 BRT
 

NOVA YORK, 7 de abril (Reuters) - A fabricante de alumínio Alcoa (AA.N: Cotações) informou nesta segunda-feira que o lucro da companhia no primeiro trimestre caiu pela metade em relação ao mesmo período do ano passado por conta de uma alta nos custos de energia e de matérias-primas, além do dólar fraco, que compensou de certo modo a elevação nos preços dos metais no mercado internacional.

O lucro líquido da companhia foi de 303 milhões de dólares, ou 0,37 dólar por ação, comparado aos 662 milhões de dólares, ou 0,75 dólar por ação, no mesmo trimestre do ano passado, segundo a companhia. O lucro das operações contínuas, excluindo impactos de impostos e reestruturação, foi de 361 milhões de dólares, ou 0,44 dólar por ação.

O resultado ficou abaixo da expectativa média dos analistas, que era de um ganho de 0,49 dólar por ação, segundo a Reuters Estimates.

A receita caiu de 7,9 bilhões de dólares há um ano para 7,4 bilhões, segundo a Alcoa, enquanto a expectativa dos analistas era de uma receita de 7,388 bilhões de dólares.

Recentemente, os analistas de Wall Street reduziram as expectativas de lucro para a Alcoa, mas disseram esperar que a companhia se beneficiasse de uma alta recente nos preços do alumínio.

"Os fundamentos do mercado permanecem fortes e estamos bem posicionados para quando as economias dos Estados Unidos e da Europa se recuperarem", disse o presidente-executivo da empresa Alain Belda.

O preço do alumínio na Bolsa de Metais de Londres MAL3 caiu para menos de 2.500 dólares a tonelada no início deste ano, mas tem subido desde fevereiro e nesta segunda-feira ganhou 17 dólares, para 2.970 dólares a tonelada.

(Steve James)