Atentados em distrito comercial de Bagdá matam 68

sexta-feira, 7 de março de 2008 07:32 BRT
 

Por Michael Holden

BAGDÁ (Reuters) - Dois atentados coordenados, supostamente realizados pela Al Qaeda, mataram 68 pessoas em uma lotada área comercial na quinta-feira, mesmo dia que os Estados Unidos anunciaram a retirada de 2 mil soldados da capital iraquiana.

Outras 120 pessoas ficaram feridas nos atentados. Os militares norte-americanos não comentaram se os ataques terão algum impacto na decisão de retirar tropas da capital.

A polícia informou que uma bomba explodiu em uma rua no distrito central de Karrada, local de intenso comércio e muito visitado durante a quinta-feira, início do fim de semana muçulmano.

Minutos mais tarde, depois de forças de segurança do Iraque e outras pessoas chegarem ao local da primeira explosão, um suicida detonou um segundo artefato, de acordo com a polícia.

Foi um dos dias mais sangrentos na capital do Iraque nos últimos meses, desde que os Estados Unidos enviaram mais tropas para o país para fazer frente à violência sectária, e desde que os comandantes norte-americanos adotaram novas táticas de combate à insurgência.

"Terroristas da rede Al Qaeda atacaram pessoas inocentes novamente", disse o major-general Qassim Mossawi, porta-voz das operações de segurança iraquianas em Bagdá, à TV estatal. Ele disse que, entre as vítimas do ataque, estavam pessoas de todas as facções e etnias iraquianas.

Mais cedo, ele afirmou à Reuters que mulheres e crianças também foram vítimas dos atentados.   Continuação...

 
<p>Homens carregam o caix&atilde;o de uma v&iacute;tima morta no ataque &agrave; bomba na noite de quinta-feira. Dois atentados coordenados, supostamente realizados pela Al Qaeda, mataram 68 pessoas em uma lotada &aacute;rea comercial na quinta-feira, mesmo dia que os Estados Unidos anunciaram a retirada de 2 mil soldados da capital iraquiana. Photo by Ali Abu Shish</p>