Rússia diz que precisa ter paridade nuclear com EUA

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007 14:08 BRST
 

MOSCOU (Reuters) - A Rússia precisa atingir igualdade de armas nucleares com os Estados Unidos, disse o primeiro vice-premiê, Sergei Ivanov, segundo notícia desta sexta-feira da agência de notícias Itar-Tass.

"O potencial militar, para não dizer potencial nuclear, precisa estar em um nível adequado se nós quisermos... apenas continuar independentes", disse Ivanov, segundo a Tass. "Os fracos não são amados e não são ouvidos, eles são insultados, e quando nós tivermos paridade eles irão conversar conosco de forma diferente."

O presidente Vladimir Putin tem dado declarações duras sobre a necessidade de reafirmar o papel da Rússia como uma superpotência no cenário internacional e fortalecer suas defesas. Ivanov estava falando a veteranos e membros da comissão industrial militar da Rússia, que ele lidera e que está comemorando o aniversário de 50 anos.

Ele disse que todo ano a Rússia irá agora colocar em operação seis ou sete de seu novo "Topol-M", míssil nuclear intercontinental.

Os mísseis --o primeiro desenvolvido pela Rússia após a queda de União Soviética em 1991-- pode carregar seis ogivas nucleares e são lançados de veículos móveis.

(Reportagem de Dmitry Solovyov)

 
<p>A R&uacute;ssia precisa atingir igualdade de armas nucleares com os Estados Unidos, disse o primeiro vice-premi&ecirc;, Sergei Ivanov, segundo not&iacute;cia desta sexta-feira da ag&ecirc;ncia de not&iacute;cias Itar-Tass. Photo by Sergei Karpukhin</p>