Lula apresenta Dilma como mãe do PAC em favelas do Rio

sexta-feira, 7 de março de 2008 16:46 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Ao discursar no lançamento de obras do PAC na favela do Complexo do Alemão, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva chamou a ministra-chefe da Casa Civil de "mãe" do programa.

Com investimentos de 500 bilhões de reais até 2010, o Programa de Aceleração do Crescimento é a ação de maior impacto do segundo mandato de Lula, e Dilma é uma das potenciais candidatas do PT à sua sucessão.

"A Dilma é uma espécie de mãe do PAC. Ela acompanha, cobra e vê se as obras estão andando ou não. Ela é a companheira que comanda o PAC, é a mãe do PAC", disse Lula.

Na semana passada, Lula convocou a ministra para acompanhá-lo em eventos públicos, o que foi interpretado como uma forma de o presidente testá-la junto a platéias populares.

Dilma estava vestindo um figurino descontraído, de calça jeans e camisa azul no lugar do tradicional tailler.

Lula voltou a apresentá-la como referência do PAC nas cerimônias nas favela de Manguinhos e da Rocinha. Junto com Dilma, citou o vice-governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, como fiscais do andamento das obras do PAC.

"Esse homem aqui é o vice-governador e essa mulher é a ministra da Casa Civil. Eles serão chefes de olhar a cada dia, semana e mês as obras do PAC", disse Lula.

"Se o Pezão e a Dilma não estiverem cuidando do PAC, a gente puxa a orelha dos dois", afirmou.

A ministra negou que as menções de Lula representem um sinal de que possa ser candidata a sucessão presidencial em 2010, e considerou que a expressão foi apenas uma figura de retórica usada pelo presidente.   Continuação...

 
<p>O presidente Lula acena ao lado de Dilma Rousseff durante o lanc&aacute;mento do PAC no Rio de Janeiro. Photo by Sergio Moraes</p>