ESPECIAL-EMBRAER faz forte aposta em jatos executivos

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008 11:11 BRST
 

Por Todd Benson

GAVIÃO PEIXOTO, São Paulo, 7 de fevereiro (Reuters) - Em uma espaçosa fábrica cercada de pomares de laranja e campos de cana-de-açucar, funcionários da Embraer estão dando os toques finais em um novo avião novo que colocará a empresa brasileira entre as principais fabricantes de aviões executivos.

O jato, o Phenom 100, é pequeno mas tem uma luxuosa cabine desenhada pela BMW Designworks que pode acomodar até oito pessoas. Com valor de tabela de 3 milhões de dólares, o avião é um pouco mais caro que modelos rivais nessa classe, mas tem o dobro da vida útil.

As entregas das primeiras unidades do Phenom 100 devem ocorrer no final deste ano. Uma outra versão ligeiramente maior, o Phenom 300, começa a ser entregue um ano depois. Apesar de ainda não estarem no céu, a procura pelas aeronaves tem sido intensa.

A Embraer (EMBR3.SA: Cotações) já recebeu mais de 700 pedidos pelos dois aviões, ampliando sua carteira firme no segmento de aviação executiva para mais de 4,5 bilhões de dólares.

A fabricante espera que a área executiva represente 25 por cento da receita total da empresa em 2010, contra os 15 por cento atualmente.

"Eu não acredito que os concorrentes admitam que estão nervosos, mas eu tenho certeza que eles estão", disse Nigel Moll, editor da Aviation International News, revista da indústria aérea especializada no segmento executivo.

A Embraer está se beneficiando da crescente demanda por aviões executivos, como as rivais, por exemplo, Gulfstream e Cessna.

Da rica região petrolífera do Oriente Médio a mercados emergentes em crescimento como Brasil e Rússia, milionários e grandes corporações estão comprando os aviões executivos da Embraer. Apenas na feira de aviação de Dubai, em novembro, a fabricante brasileira recebeu 623 milhões de dólares em encomendas de 51 jatos executivos.   Continuação...