PANORAMA1-Agenda dos EUA dá trégua; câmbio digere isenção de IOF

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008 08:03 BRST
 

SÃO PAULO, 7 de janeiro (Reuters) - O mercado abre a semana digerindo a decisão do governo de excluir as operações interbancárias de câmbio da incidência do IOF, depois de muita confusão na sexta-feira.

A cobrança fazia parte das medidas desenhadas para compensar o fim da CPMF, mas acabou paralisando os negócios enquanto bancos e corretoras calculavam seu impacto sobre os negócios.

Já a agenda norte-americana dá uma trégua nesta segunda-feira. Depois da decepção com o ritmo da economia norte-americana, com dados fracos sobre o mercado de trabalho, os investidores brasileiros acompanham indicadores domésticos de atividade.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga a produção industrial de novembro e, segundo pesquisa da Reuters, o segmento deve ter se retraído 1,7 por cento frente a outubro e crescido 6,3 por cento em relação a 2006.

COMMODITIES E ENERGIA

A expectativa é de que a volatilidade continue nos principais mercados de commodities agrícolas, após fortes altas na semana passada.

Na sexta-feira, os principais grãos, como soja e trigo, tiveram baixa acentuada na bolsa de Chicago, em um movimento de realização de lucro. Mas essas commodities podem subir novamente, à medida que fundos avaliam investimentos nesses ativos como hedge contra inflação, em meio a um cenário de oferta apertada.

O petróleo, que registrou novo recorde histórico na quinta-feira, superando 100 dólares por barril em Nova York, recuou na sexta-feira por temores de que uma recessão nos Estados Unidos afete a demanda, um fator que pode guiar o mercado durante a semana. O preço seguia em baixa nesta manhã.   Continuação...