Nada impedirá revolução venezuelana, diz presidente do Equador

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008 17:39 BRST
 

QUITO, 7 de fevereiro (Reuters) - O presidente do Equador, Rafael Correa, assegurou nesta quinta-feira que nada vai parar a revolução socialista liderada por seu colega Hugo Chávez, e que é indispensável manter-se atento a eventuais ameaças estrangeiras contra o líder venezuelano.

Correa e Chávez compartilham a adesão pelo "socialismo do século 21" e por iniciativas que apontam à maior presença estatal em setores econômicos.

A partir dessa ideologia, os dois líderes mantêm fortes laços políticos que levaram a projetos de cooperação na área de hidrocarbonetos.

Em um incomum comprometimento político a Chávez e deixando de lado seu discurso tradicionalmente comedido para referir-se ao seu aliado, Correa irrompeu em elogios ao projeto socialista do colega e assegurou que nada impedirá a implementação do plano em um dos maiores produtores de petróleo do mundo.

"Avante Venezuela em sua revolução bolivariana. Nada vai nos parar. Jamais a América Latina voltará a ser das elites que nos dominaram. Jamais o petróleo voltará a servir para construir mansões em Miami tirando o pão dos venezuelanos", proclamou Correa em entrevista a uma rádio.

Correa não falou sobre a derrota sofrida por Chávez nas urnas em dezembro, no referendo constitucional que abriria o caminho para sua reeleição indefinida, mas insistiu que não deveriam ser ignoradas as advertências de que algo estaria sendo tramado contra ele.