Brasil emite US$500 mi no exterior após grau de investimento

quarta-feira, 7 de maio de 2008 18:44 BRT
 

Por Elzio Barreto

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil vendeu 500 milhões de dólares do seu bônus denominado em dólar com vencimento em 2017 nesta quarta-feira, aproveitando os custos menores de financiamento no mercado externo, depois que o país obteve o grau de investimento na última semana.

A emissão quebrou um jejum de quase um ano --o governo havia vendido bônus no exterior pela última vez em junho de 2007.

O bônus, que paga cupom de 6 por cento, foi vendido com um spread de 140 pontos-base acima dos Treasuries, no menor patamar da banda sugerida pelos bancos que gerenciaram a operação --Deutsche Bank e HSBC.

O papel rendeu uma taxa de retorno de 5,299 por cento aos investidores, a mais baixa já paga neste papel e frente a uma taxa de 5,888 por cento quando o governo ofereceu o título pela última vez, em abril de 2007, informou o Tesouro nesta quarta-feira.

"A demanda foi boa", disse um técnico do Tesouro a jornalistas, sem dar detalhes.

A agência de classificação de risco Standard & Poor's elevou a nota do Brasil em um degrau, para BBB-, na última quarta-feira. A nota é dada a países considerados de menor risco e abre espaço para que investidores estrangeiros mais conservadores, como fundos de pensão, apliquem no país.

"Faz sentido para o governo usar essas janelas de oportunidade", disse Susanne Gahler, gerente de fundos de dívida de mercados emergentes do F&C Asset Management em Londres. "Foi uma boa operação, nós definitivamente acompanhamos."

"A despeito de o país ter pago taxas menores do que as do ano passado, os prêmios podem cair ainda mais quando o Brasil conseguir o selo de grau de investimento também de outras agências de classificação de risco", disse Frederico Azzi, chefe da área internacional da corretora López León.   Continuação...