Dólar sobe pelo 4o dia e se aproxima de R$1,60

quinta-feira, 7 de agosto de 2008 16:13 BRT
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar subiu pelo quarto dia seguido nesta quinta-feira, aproximando-se de 1,60 real com a movimentação de investidores estrangeiros em meio à turbulência no mercado internacional.

A moeda norte-americana subiu 0,95 por cento, para 1,593 real. A alta acumulada pelo dólar nesta semana já alcança 1,98 por cento.

Agentes de mercado vêem a explicação para a valorização recente do dólar no ajuste de posições de investidores estrangeiros na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F).

No final de julho, esses agentes estavam vendidos em 7,6 bilhões de dólares em derivativos cambiais --do qual boa parte era associado a operações de arbitragem com juro. O último dado disponível, no entanto, já colocava essas posições em apenas 2,5 bilhões de dólares.

"O pessoal está tirando dinheiro aqui e mandando lá para fora", disse Mario Battistel, gerente da Fair Corretora. "É uma situação de momento por causa do mercado instável".

Nesta quinta-feira, as bolsas de valores em Nova York exibiam queda de cerca de 1 por cento, abaladas pelo prejuízo da seguradora AIG e pela fraqueza das vendas da rede varejista Wal-Mart .

O dólar também se valorizava ante outras moedas no exterior . Além disso, o termômetro de risco do mercado brasileiro exibia alta de 10 pontos-básicos no fim da tarde .

A visão de Battistel, no entanto, é que a alta recente do dólar não marca uma tendência de longo prazo. "A hora que der uma acalmada lá fora, o real volta a se valorizar", disse, colocando a razão no alto nível do juro do Brasil.

O Banco Central realizou um leilão de compra de dólares no mercado à vista na metade da sessão. Foi aceita somente uma das propostas divulgadas, segundo um operador, com taxa de corte de 1,5878 real.

(Edição de Vanessa Stelzer)