Bovespa segue NY e cai 0,47%; perda em julho já supera 9%

segunda-feira, 7 de julho de 2008 17:52 BRT
 

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - A Bolsa de Valores de São Paulo registrou nesta segunda-feira a quarta queda em cinco sessões de julho, num dia marcado pela volatilidade dos mercados internacionais.

Depois de oscilar entre uma alta de 2,4 por cento e baixa de 1,1 por cento, o Ibovespa fechou recuando 0,47 por cento, aos 59.088 pontos. No mês, a perda já chega a 9,1 por cento.

O giro financeiro na bolsa foi de 4,6 bilhões de reais, abaixo da média diária de 2008.

O sobe-e-desce refletiu o comportamento inconstante das bolsas européias e de Wall Street. Pela manhã, a forte queda dos preços do petróleo aliviou temores de pressões inflacionárias --essa foi a tônica que fez o índice FTSEurofirst, principal da Europa, subir 1,34 por cento.

Mas essa tendência logo voltou a ser atropelada pelo receio de que instituições financeiras estejam prestes a anunciar novas baixas contábeis relacionadas à crise de crédito nos Estados Unidos, o que levou o índice Dow Jones a cair 0,5 por cento.

"Nesta semana começam a ser divulgados balanços corporativos do segundo trimestre e já há rumores de que serão anunciadas novas perdas", disse Newton Rosa, economista-chefe da SulAmerica Investimentos.

Por aqui, a Aracruz abriu a temporada de resultados do trimestre, reportando queda de 18 por cento no lucro líquido em relação ao mesmo período de 2007. Resultado: as ações preferenciais da fabricante de celulose caíram 1,8 por cento, a 10,95 reais.

A queda do Ibovespa, no entanto, foi puxada pelas ações preferenciais da Petrobras, que caíram 2,9 por cento, a 41,93 reais, no rastro da queda do barril do petróleo para a faixa dos 141 dólares,   Continuação...