7 de Novembro de 2007 / às 21:15 / 10 anos atrás

Bovespa fecha perto da mínima do dia, em baixa de 1,5%

Por Juliana Siqueira

SÃO PAULO (Reuters) - A queda da Bolsa de Valores de São Paulo nesta quarta-feira teve dois culpados: a alta de 2,5 por cento da véspera e a forte queda de Wall Street nesta sessão. Resultados abaixo do esperado também contribuíram para o clima mais pesado do dia.

Com isso, o principal indicador da bolsa paulista recuou 1,55 por cento, para 63.500 pontos.

Nos Estados Unidos, entretanto, o movimento foi bem mais acentuado. Os principais índices cederam mais de 2 por cento cada, segundo dados preliminares do fechamento, com operadores citando preocupações com a crise de crédito.

"Isso é um fator positivo, significa que nós não estamos totalmente vinculados ao pessimismo externo", disse Miguel Daoud, diretor da Global Financial Advisor, lembrando que até pouco tempo o Ibovespa reagia com mais intensidade aos movimentos de Wall Street.

"(Isso se deve em parte) à nossa posição mundial no mercado de commodities. Hoje a Petrobras segurou uma queda maior", complementou. O papel foi um dos únicos do Ibovespa a fechar no azul.

Os contratos futuros de petróleo fecharam em queda em sessão volátil nos Estados Unidos nesta quarta-feira, mas bem acima da mínima da sessão e abaixo do recorde atingido durante o pregão, acima de 98 dólares o barril.

Na Bovespa, a maior queda foi Telesp, que recuou 5,46 por cento, para 55,41 reais. A terceira maior foi TIM, com baixa de 4,39 por cento, a 7,19 reais. Os resultados de ambas as empresas decepcionaram investidores.

No pior momento do dia, os papéis da TIM chegaram a recuar quase 7 por cento. A empresa divulgou aumento do prejuízo, afetada por uma falha identificada por um novo sistema de cobrança.

Na ponta oposta ficou Cemig, maior alta do Ibovespa, com valorização de 2,4 por cento, a 38,90 reais.

"Os resultados operacionais da Cemig vieram em linha com as nossas expectativas, exceto pelo lucro que ficou 8 por cento acima. Sendo assim, acreditamos que o mercado reagirá positivamente, visto que a empresa tem uma política de payout mínimo de 50 por cento do lucro líquido em bases semestrais", afirmou o analista Diego Nunez em relatório.

O volume financeiro da Bovespa ficou em 5,9 bilhões de reais.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below