CORREÇÃO-Grupo islâmico ameaça atacar a China durante Olímpiada

quinta-feira, 7 de agosto de 2008 16:29 BRT
 

(Esclarece ao longo da matéria que duas empresas divulgaram o relatório)

DUBAI (Reuters) - Um grupo islâmico ameaçou fazer ataques contra os Jogos Olímpicos de Pequim e fez um apelo para que os muçulmanos se mantenham afastados de qualquer tipo de atividade ligada aos eventos olímpicos, disseram duas empresas norte-americanas de monitoramento de terroristas nesta quinta-feira.

"O Partido Islâmico do Turquistão fez uma nova ameaça (...) contra os Jogos Olímpicos de Pequim", reportou a empresa SITE Intelligence. Um relatório similar foi divulgado pela IntelCenter.

"Não fiquem no mesmo ônibus, no mesmo trem, no mesmo avião, nos mesmos prédios, ou em qualquer lugar em que os chineses estiverem", disse o grupo em um vídeo intitulado "Chamado à Nação Muçulmana Global", de acordo com a SITE.

Em julho, autoridades chinesas negaram reivindicações do grupo de que ele estaria por trás de uma série de ataques antes dos Jogos Olímpicos.

Na época, o Partido Islâmico do Turquistão (TIP, na sigla em inglês) divulgou um vídeo ameaçando os Jogos e reivindicando a autoria de explosões em ônibus nas cidades de Xangai e Kunming, capital da província de Yunman.

No novo vídeo, datado do dia 1o de agosto, um locutor "descreve a barbárie feita pela China com os muçulmanos no leste do Turquistão, justificando a jihad declarada contra o regime comunista", disse a SITE.

O vídeo exibiu imagens do logotipo dos Jogos de Pequim em chamas e um homem segurando um rifle AK-47. Ele vestia um turbante preto, tinha o rosto coberto e estava na frente de uma bandeira preta com as palavras em árabe "Não há outro Deus se não Alá, Maomé é o mensageiro de Deus".   Continuação...