RPT-Lula diz que oposição deve estar nervosa com eleição

terça-feira, 7 de outubro de 2008 07:32 BRT
 

(Repete matéria publicada na noite de 2a-feira)

BRASÍLIA, 7 de outubro (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira que PSDB, DEM e PPS, adversários do governo, devem estar "nervosos" e que os partidos que compõem a base aliada devem estar satisfeitos com o resultado das eleições municipais até agora.

Segundo o líder do PT na Câmara, Maurício Rands (PE), que participou da reunião do conselho político do governo, composto pelos 11 partidos da coalizão, Lula avaliou que o DEM perdeu muitas prefeituras e que o PSDB e o PPS perderam boas prefeituras.

O presidente disse aos aliados que nos próximos dias pretende se reunir com o ministro das Relações Institucionais, José Múcio, para organizar conversas em separado com os partidos da base para uma avaliação do desempenho de cada um nas urnas.

Segundo fonte do Palácio do Planalto, Lula quer manter a coesão da base por dois motivos principais: ter condições de fazer o sucessor em 2010 e enfrentar a crise econômica global.

De acordo com parlamentares presentes à reunião do conselho político, Lula pediu para que o Congresso contribua na proteção do Brasil à crise, aprovando a reforma tributária e o fundo soberano.

"O presidente fez um apelo para que o Congresso Nacional faça a sua parte para atenuar os efeitos da crise", confirmou Maurício Rands. "Todos concordamos que devemos votar o mais rápido possível o fundo soberano e a reforma tributária", acrescentou.

Não há consenso no Congresso para votar a reforma tributária e a oposição ainda resiste à proposta atual do fundo soberano. PSDB e DEM não querem que o fundo seja usado como instrumento de política externa e defendem que o governo retire o regime de urgência da proposta para que ela seja mais bem discutida.

(Reportagem de Natuza Nery, Edição de Mair Pena Neto)