Montadoras cortam produção de veículos na Europa diante de crise

terça-feira, 7 de outubro de 2008 11:19 BRT
 

Por Helen Massy-Beresford e Marilyn Gerlach

PARIS/FRANKFURT, 7 de outubro (Reuters) - A General Motors (GM.N: Cotações) e a Ford Motor (F.N: Cotações) cortarão produção na Europa, informaram as montadoras norte-americanas nesta terça-feira. Este é mais um sinal de que a turbulência nos mercados financeiros está acabando com o apetite do consumidor para a aquisição de itens mais caros, como carros.

A GM fechou fábrica da Opel em Bochum, que produz Astra e Zafira e alguns componentes, por duas semanas até 13 de outubro, informou um porta-voz da Opel.

Outra fábrica alemã em Eisenach, que produz o compacto Corsa, também da Opel, suspenderá produção a partir de 13 de outubro por três semanas, informou o porta-voz. A medida acompanha decisão semelhante da GM no Brasil. Fábricas da montadora no país suspenderão parte de produção voltada ao mercado externo este mês.

"A crise financeira fez com que as pessoas segurassem o dinheiro e gastassem menos com carros", disse o porta-voz.

A Opel está negociando com trabalhadores sobre a eliminação do turno da noite em sua fábrica em Zaragosa, na Espanha, por um ano, acrescentando que a GM planeja cortar produção na Inglaterra também.

A Ford planeja conter a produção em sua unidade alemã em Saarlouis e vai encerrar este mês 204 postos de trabalho temporários que deveriam durar até o final do ano, informou um porta-voz.

Ele não informou quanto volume será reduzido na fábrica que produz os modelos Focus, C-Max e Kugas. "Estamos observando o mercado de perto e reagindo muito rapidamente", acrescentou.

A divisão premium Mercedes-Benz, da Daimler (DAIGn.DE: Cotações), a BMW (BMWG.DE: Cotações) e as unidades Seat e Skoda da Volkswagen (VOWG.DE: Cotações) também têm sido forçadas a cortar produção diante da queda da demanda.   Continuação...