RPT-BOLSA ÁSIA-Temor sobre crescimento derruba mercados

quinta-feira, 7 de agosto de 2008 08:30 BRT
 

Por Kevin Plumberg

HONG KONG, 7 de agosto (Reuters) - As principais bolsas asiáticas tiveram uma quinta-feira de queda. O recuo dos preços do petróleo não foi suficiente para acalmar os investidores, que seguem preocupados com a instabilidade do setor financeiro e a piora das perspectivas globais.

Às 8h16 (horário de Brasília) o índice MSCI da Ásia Pacífico, que exclui o Japão .MIAPJ0000PUS, operava praticamente estável, aos 408 pontos.

O petróleo era negociado abaixo dos 119 dólares o barril CLc1, uma queda de aproximadamente 20 por cento desde o recorde alcançado em julho.

O preço mais baixo do petróleo pode ser interpretado como um alívio aos consumidores nos Estados Unidos, principal mercado para as exportações da Ásia. Mas a inflação ainda é vista como uma ameaça global, empréstimos ruins continuam a derrubar bancos e seguradoras e os investidores enfrentam a perspectiva de recessão em todos os países que compõem o Grupo das sete nações (G7) mais ricas do mundo.

"Certamente o ambiente deveria ser positivo, com o iene mais fraco e o petróleo mais baixo", afirmou Hideyuki Ishiguro, supervisor do departamento de estratégia de investimento na Okasan Securities. "Mas a idéia de que a economia do Japão não está boa está se espalhando".

O índice Nikkei .N225 da bolsa de Tóquio recuou 0,98 por cento, para 13.124 pontos.

Logo após fechamento do mercado japonês, a Toyota Motor (7203.T: Cotações), maior montadora de automóveis do mundo, anunciou uma queda de 28 por cento em seu lucro trimestral, mas manteve suas estimativas inalteradas.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng .HSI subiu 0,7 por cento, impulsionado por uma alta de 1,7 por cento nas ações do HSBC Holdings (0005.HK: Cotações).

Na Coréia do Sul, a bolsa .KS11 recuo 0,93 porr cento, derrubada pelo setor financeiro depois que o Banco da Coréia elevou sua taxa de juro em 0,25 ponto percentual, para seu maior nível em sete anos e meio para combater a inflação.

Na Austrália o mercado .AXJO subiu 0,29 por cento, para 4.983 pontos.