BOVESPA-Nova queda forte faz índice acumular baixa de 19% no mês

terça-feira, 7 de outubro de 2008 18:29 BRT
 

(Texto atualizado com mais informações e números oficiais de fechamento da bolsa)

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO, 7 de outubro (Reuters) - Desesperado com a perspectiva cada vez mais forte de que o prolongamento da crise financeira está conduzindo o mundo para uma recessão profunda, os investidores voltaram a vender ações na Bolsa de Valores de São Paulo, que cravou a quarta sessão seguida de forte queda.

O Ibovespa .BVSP naufragou 4,66 por cento, para 40.139 pontos, atingindo o menor nível de fechamento em quase dois anos. Só em outubro, o índice já acumula desvalorização de 19 por cento.

O giro financeiro, sob patrocínio de uma sessão volátil na primeira parte do dia, somou 5,27 bilhões de reais.

O dia foi marcado por tentativas fracassadas de autoridades monetárias no mundo inteiro de estancar a crise de confiança dos investidores, adotando medidas para dar alguma liquidez às operações de crédito.

Nos Estados Unidos, o Federal Reserve criou um veículo para comprar commercial papers de empresas. A Austrália reduziu sua taxa básica de juros. A Grã-Bretanha prometeu para quarta-feira o anúncio de um plano para dar liquidez à economia. Por aqui, o Banco Central retomou os leilões de swap cambial para atender a forte demanda por dólares.

Em vão. Os investidores seguiram vendendo ações, receosos de que bancos tragam mais novidades negativas, depois que o Bank of America reportou lucro trimestral abaixo das expectativas e que ações de instituições européias, como o HBOS, registrassem quedas de cerca de 40 por cento.   Continuação...