PANORAMA2-Inflação e mau humor global tumultuam mercado

quarta-feira, 7 de maio de 2008 17:39 BRT
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 7 de maio (Reuters) - A inflação pelo Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) colocou mais combustível na alta dos juros futuros nesta quarta-feira, e as projeções na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) passaram a indicar um aperto monetário ainda mais forte até o fim do ano.

O contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) janeiro de 2009, que indica a perspectiva para a Selic na virada deste ano, alcançou o patamar de 13 por cento. Atualmente a taxa básica de juro está em 11,75 por cento.

De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o IGP-DI subiu 1,12 por cento em abril, bem acima da expectativa de 0,83 por cento de economistas ouvidos pela Reuters.

O cenário global também não deu trégua. Em Wall Street, as bolsas caíram mais de 1,5 por cento com o novo recorde do petróleo, agora acima dos 123 dólares nos Estados Unidos.

A preocupação dos investidores é que a subida insistente do barril da commodity aumente a pressão sobre a inflação global em um momento em que os juros nos Estados Unidos estão em 2 por cento ao ano, patamar baixo em relação aos últimos anos.

O dólar também oscilou bastante no exterior, com reflexo no Brasil. Diante do real, a moeda norte-americana subiu 1,75 por cento e praticamente voltou ao patamar em que era cotada há uma semana, antes da elevação do Brasil para grau de investimento.

A cautela dos investidores contribuiu para a alta. O mercado aguarda o posicionamento do governo diante da possibilidade de medidas para conter uma eventual valorização do real. A equipe econômica já negou a adoção de um controle de capitais e uma elevação de tributos, mas a criação de um fundo soberano ainda pode respingar sobre a taxa de câmbio.

Mesmo com o cenário turbulento, o Tesouro Nacional voltou ao mercado com a reabertura do bônus global denominado em dólares, com vencimento em 2017 BRAGLB17=RR. Aproveitando o recente grau de investimento, o Brasil vendeu o equivalente a 500 milhões de dólares, com spread de 140 pontos-básicos em relação aos Treasuries norte-americanos.   Continuação...