Número de pedidos à indústria alemã cai em março

quarta-feira, 7 de maio de 2008 09:00 BRT
 

BERLIM, 7 de maior(Reuters) - O número de encomendas à indústria alemã caiu inesperadamente 0,6 por cento em março e recuou 1,3 por cento no primeiro trimestre à medida em que a demanda interna diminuiu, afirmou o Ministério da Economia do país nesta quarta-feira.

Trata-se da quarta queda mensal consecutiva e frustrou as expectativas de uma ligeira alta. Uma pesquisa da Reuters com 43 economistas na semana passada apontava um crescimento de 0,3 por cento no mês depois da queda de 0,6 por cento em fevereiro.

O euro EUR= intensificou a queda contra o dólar após os dados.

"Todos os indicadores -- a taxa de câmbio do euro, o clima de negócios ou a fraqueza da economia dos Estados Unidos -- sugerem que veremos números mais fracos em breve", disse Bernd Weidensteiner, do DZ Bank.

Algumas grandes empresas alemãs afirmam que o fortalecimento do euro está afetando seus negócios.

Anteriormente, ainda nesta quarta-feira, a fabricante de equipamentos para gráficas Heidelberg (HDDG.DE: Cotações) afirmou que espera queda no lucro operacional neste ano fiscal à medida em que os custos para comércio e novos produtos são pressionados por um euro mais forte.

Os dados de pedidos se juntam às evidências do momento de enfraquecimento da economia alemã, a maior da Europa, depois que a confiança das empresas teve forte queda em abril. O crescimento no setor industrial também caiu em abril, segundo pesquisa mostrada na semana passada.

"A situação geral dos pedidos às empresas se mantém satisfatória. Contudo, dados mais fracos sobre a atividade de produção da indústria devem chegar logo", afirmou o Ministério da Economia em comunicado.

A tendência de enfraquecimento na Alemanha é vista em toda a Europa.   Continuação...