PANORAMA2-Petrobras dispara e ofusca dia amargo em Wall Street

quinta-feira, 8 de novembro de 2007 19:26 BRST
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 8 de novembro (Reuters) - A descoberta de uma reserva de petróleo gigantesca na Bacia de Santos roubou a cena nesta quinta-feira, fazendo as ações da Petrobras (PETR4.SA: Cotações) dispararem e sustentando o índice Ibovespa apesar de mais um dia amargo em Wall Street.

As ações preferenciais da estatal, principal componente do Ibovespa e uma das maiores empresas brasileiras em valor de mercado, tiveram alta de mais de 14 por cento. Foi a maior valorização diária desde janeiro de 1999.

"Cinco a 8 bilhões de barris de petróleo e gás natural é mais ou menos metade da reserva da Petrobras", disse Marcos Paulo Moreira, analista da corretora Fator, sobre a descoberta confirmada pelo governo nesta quinta-feira.

O anúncio veio dias após um episódio de desabastecimento de gás natural no Rio de Janeiro e em São Paulo. Em entrevista coletiva, a ministra da Casa Civil, Dilma Roussef, disse que "o país se torna exportador" com essa descoberta.

"Podemos ir para um patamar onde estão Arábia Saudita e Venezuela", acrescentou a ministra.

O desempenho da Petrobras sustentou o Ibovespa, que terminou o dia com leve alta de 0,10 por cento, apesar do fraco desempenho de Nova York. Mas, das 63 ações que compõem o índice, apenas seis tiveram suas ações valorizadas.

"(A Petrobras) está distorcendo o índice. Se você excluir a Petrobras, a bolsa está trabalhando em baixa", disse Renato Schoemberger, operador da Alpes Corretora, durante o pregão.

O motivo para a fraqueza do restante do mercado foi o desempenho ruim de Wall Street. Os principais índices caíram pelo segundo dia consecutivo, com baixa de quase 3 por cento da Nasdaq e de mais de 1 por cento do Dow Jones e do S&P 500.   Continuação...