Integrantes do MST ameaçam parar ferrovia da VALE em Carajás

segunda-feira, 8 de outubro de 2007 10:34 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 8 de outubro (Reuters) - Um grupo de manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) está acampado desde domingo próximo à ferrovia de Carajás da Companhia Vale do Rio Doce (VALE5.SA: Cotações), que liga a mina da empresa à São Luís do Maranhão (MA).

A mineradora entrou na Justiça do Pará com um pedido de "interdito probitório" para evitar a invasão, informou a assessoria da Vale nesta segunda-feira.

Segundo a assessoria, os manifestantes continuam acampados perto da ferrovia, onde não há interdição. Não existe informação sobre o número de pessoas envolvidas.

Procurado pela Reuters, o MST não tinha ninguém imediatamente disponível para explicar o motivo do protesto.