Oi aproveita preço baixo e amplia compra de papéis da BrT

quinta-feira, 8 de maio de 2008 11:04 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O grupo Oi, conforme estratégia já anunciada no comunicado da oferta pelo controle da Brasil Telecom, no final de abril, passou a comprar ações preferenciais da companhia em bolsa, enquanto aguarda o trâmite das ofertas públicas que pretende fazer como parte do processo de incorporação da companhia.

A empresa já havia sido questionada pelos analistas na teleconferência de resultados sobre a estratégia, nesta segunda-feira, quando o diretor de relações com investidores, José Luis Salazar, afirmou que "a companhia tem o direito de tentar maximizar o resultado da sua decisão e, se existe vendedores no mercado que não querem migrar para essa nova empresa e querem se desfazer de suas ações, é natural que a gente aproveite essa oportunidade."

Dessa forma, a empresa reduz o volume que irá comprar na oferta pública e compra os papéis a preços mais baixos. No caso da Brasil Telecom Participações, a oferta voluntária da Oi será de 30,47 reais, ação que há pouco era negociada a 23,39 reais.

No caso da Brasil Telecom S.A., a Oi se dispôs a pagar 23,42 reais na oferta pública, mas o papel está hoje em 17,90 reais.

Em comunicado distribuído nesta quinta-feira à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Oi informa que, através da controlada indireta Copart 1 Participações, comprou 13,6 milhões de ações preferenciais da Brasil Telecom Participações, o que equivale a 5,92 por cento do total dos papéis.

Por meio de outra controlada, a Copart 2 Participações, a Oi também comprou 10,72 milhões de ações sem direito a voto da Brasil Telecom S.A., que equivalem a 3,44 por cento do total.

A Oi afirmou que pretende manter a estratégia até atingir um terço dos papéis em circulação das duas companhias. O volume será deduzido da quantidade de ações que serão objeto das ofertas cujos editais, na previsão da companhia, devem ser divulgados em aproximadamente 30 dias.

(Por Taís Fuoco)