Xstrata pede ao Chile que invista na exploração de cobre

terça-feira, 8 de abril de 2008 18:16 BRT
 

SANTIAGO (Reuters) - O Chile pode perder terreno como o maior produtor de cobre do mundo se não melhorar os incentivos à exploração, afirmou na terça-feira o gerente de exploração da Xstrata Copper Chile, Nicolas Fuster.

Fuster disse a jornalistas, antes da Conferência Mundial de Cobre CRU-CESO, que o Chile precisa ampliar os investimentos em exploração, assim como o Canadá, por exemplo, para não perder a primeira colocação.

Na terça-feira o ministro chileno de Minas, Santiago González, afirmou que o governo tem estudado medidas para dar um impulso ao setor, incluindo benefícios tributários a empresas e investidores.

"Se não houver as mudanças sobre as quais os ministros conversaram, ficaremos para trás como país e teremos que depender apenas das estratégias individuais de empresas", disse Fuster.

De acordo com o Metals Economic Group (MGE), o investimento total em projetos de exploração no Chile em 2007 foi de 360 milhões de dólares, sétimo lugar na indústria. O Chile foi o principal destino para capital de exploração em 1997.

"Algumas empresas foram embora, que acham que o país não é o melhor lugar para exploração, e vão para lugares com um risco político relativamente maior, como África e Ásia", completou.

(Por Manuel Farias)