Acidente interrompe transporte de minério da Vale em Carajás

segunda-feira, 8 de setembro de 2008 11:49 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Um acidente no domingo na Ferrovia de Carajás, da Vale, interrompeu o tráfego de passageiros e o transporte de minério, informou a empresa nesta segunda-feira. A ferrovia interliga a província mineral de Carajás, no Pará, com o porto de Ponta da Madeira, em São Luís, no Maranhão,

Segundo a Vale, a operação da ferrovia para transporte de minérios será retomada na tarde desta segunda-feira e não haverá atrasos nos embarques no porto, pois alguns trens carregados já haviam passado pelo local na hora do acidente e os que não passaram poderão trafegar a partir do final da tarde desta segunda.

A Vale não soube informar o volume de minério que estava programado para chegar ao porto nesta segunda-feira.

"Existe sim algum atraso nos que iam sair depois do acidente, mas passam hoje à tarde", afirmou a assessoria da Vale.

O cancelamento das viagens ocorreu após descarrilamento de três locomotivas e tombamento de 32 vagões do trem de minério que fazia o percurso de São Luís a Carajás, no quilômetros 777 da Estrada de Ferro Carajás (EFC), município de Marabá, próximo à comunidade de Itainópolis.

"As equipes de controle e segurança estão no local para liberar a linha e normalizar o fluxo na ferrovia", limitou-se a informar a Vale.

A Vale informou ainda que o trem de passageiros não circulou no domingo e só voltará na terça-feira.

(Reportagem de Denise Luna)