Economias emergentes cobram do G8 corte na emissão de gases

terça-feira, 8 de julho de 2008 07:27 BRT
 

SAPPORO, Japão (Reuters) - As cinco maiores economias emergentes pediram nesta terça-feira aos integrantes do G8 que reduzam a emissão dos gases causadores do efeito estufa em até 80 a 95 por cento abaixo do nível registrado em 1990 até 2050.

Brasil, México, China, Índia e África do Sul também pediram a todos os países desenvolvidos que assumam o compromisso de reduções absolutas das emissões com base no alvo de médio prazo de 25 a 40 por cento abaixo dos níveis de 1990 até 2020.

As nações emergentes também disseram que é essencial que políticas para o desenvolvimento de biocombustíveis não ameacem a segurança alimentar.

(Reportagem de Lucy Hornby)

REUTERS RA

 
<p>L&iacute;deres do G8 plantam &aacute;rvores em cerim&otilde;nia no hotel Windsor Toya em Toyako, no dia 8 de julho de 2008. Photo by Jim Young</p>