Petróleo nos EUA despenca quase US$5 com alta do dólar

sexta-feira, 8 de agosto de 2008 17:48 BRT
 

(Texto atualizado com mais informações e comentários de anaslita)

NOVA YORK, 8 de agosto (Reuters) - Os preços do petróleo fecharam em forte queda de quase 5 dólares nesta sexta-feira, com dólar saltando em meio a preocupações sobre a desaceleração das economias européias e asiáticas, alimentando temores sobre uma redução de demanda.

Precupações econômicas ofuscaram as notícias que tendem a impulsionar os preços, como os combates na Geórgia, uma região chave de transmissão de energia, e a interrupção de um grande oleoduto na Turquia, disseram analistas.

"Parece que nós temos diversas vendas por causa do dólar mais forte", afirmou Peter Beutel, presidente da Cameron Hanover. "A destruição da demanda energética e a recuperação do dólar formaram uma aliança silenciosa recentemente para derrubar o mercado de petróleo, e hoje o mais forte dos dois foi o dólar."

Na Nymex, o contrato setembro CLU8 fechou em queda de 4,82 dólares, ou 4,02 por cento, a 115,20 dólars por barril, após ser negociado entre 114,90 e 120,08 dólares por barril. O fechamento foi o menor desde 1o de maio e a mínima do dia desde 2 de maio.

Na mínima do dia, o preços caíram 32,37 dólares, ou 22 por cento desde o recorde de 147,27 dólares atingindo em 11 de julho.

Em Londres, o contrato setembro do petróleo tipo Brent LCOU8 caiu 4,53 dólares, ou 3,84 por cento, a 113,33 por barril, sendo negociado a 112,80 e 118,10 dólares.

O dólar saltou frente ao euro nesta sexta-feira e estava caminhando para a maior alta diária em cinco anos com preocupações sobre a desaceleração econômica na zona do euro e ao redor do mundo.

(Reportagem de Gene Ramos e Robert Gibbons)