Vendas do Wal-Mart em setembro ficam abaixo do esperado

quarta-feira, 8 de outubro de 2008 09:48 BRT
 

NOVA YORK, 8 de outubro (Reuters) - As vendas de setembro do Wal-Mart em lojas abertas nos Estados Unidos há pelo menos um ano cresceram menos que as expectativas, em 2,4 por cento. Apesar disso, a companhia manteve sua previsão de lucro para o terceiro trimestre.

O Wal-Mart atraiu consumidores com recursos escassos por conta da crise do mercado imobiliário dos EUA e do aperto de crédito que pressiona orçamentos domésticos.

A companhia informou que sua performance em setembro foi impulsionada por vendas de alimentos e medicamentos, que ajudaram a compensar fechamento de lojas por causa de furacões que atingiram o país no mês passado.

"Apesar do impacto dos furacões e dos recentes desafios à confiança dos consumidores diante do ambiente econômico, o Walmart US teve outro período de sólida performance em mesmas lojas", disse Eduardo Castro-Wright, presidente da unidade norte-americana do grupo.

As ações da maior rede de varejo do mundo subiam 1,3 por cento no pregão eletrônico antes da abertura dos mercados.

Analistas, em média, esperavam que as vendas em mesmas lojas da empresa subiriam 2,8 por cento no mês passado.

O Wal-Mart informou que ainda espera que o lucro de operações contínuas varie entre 0,73 e 0,76 dólar por ação no terceiro trimestre. A empresa espera que as vendas de outubro cresçam 1 a 2 por cento.

(Por Martinne Geller)