8 de Janeiro de 2008 / às 20:32 / 10 anos atrás

PANORAMA2-Bovespa sobe mais de 2% apesar de instabilidade em NY

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 8 de janeiro (Reuters) - A volatilidade do mercado norte-americano dominou as atenções nesta terça-feira, mas a piora de Wall Street no final do dia não impediu que a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) terminasse o dia com alta de mais de 2 por cento.

No começo do pregão, o cenário externo ainda se mantinha favorável, enquanto investidores nos Estados Unidos aproveitavam a recente queda do mercado para comprar ações a preços mais baixos.

Wall Street virou na metade do dia, quando rumores sobre um possível pedido de proteção contra falência da Countrywide CFC.N derrubaram as ações da maior concessora de hipotecas do país. A empresa negou as especulações e ajudou a recuperar brevemente os principais índices de Nova York.

"O mercado está concentrado em dois fatores: o medo de uma recessão nos Estados Unidos, tanto no âmbito macroeconômico quanto dos lucros corporativos, e a esperança de que o Federal Reserve corte o juro agressivamente. Este último fator pode sustentar o mercado", disse Franz Wenzel, estrategista da AXA Investment Managers, em Paris.

Durante o dia, membros do Federal Reserve deram a entender que mais cortes do juro podem ocorrer diante dos riscos ao crescimento. "A economia vai enfraquecer: a questão é quão fraca ficará", disse Charles Plosser, presidente do Fed da Filadélfia, em discurso.

No mercado norte-americano de petróleo, o barril da commodity fechou em alta de pouco mais de 1 dólar, e ajudou a impulsionar as ações de empresas do setor de energia.

Veja como encerraram os principais mercados nesta terça-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,761 real, em baixa de 0,23 por cento. O volume do segmento interbancário foi de 3,205 bilhões de dólares.

BOLSA .BVSP

O Ibovespa fechou em alta de 2,15 por cento, a 62.080 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 5,37 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

A cerca de meia hora do fechamento, o índice de principais ADRs brasileiros subia 0,53 por cento, aos 35.299 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) caiu na BM&F. O DI janeiro de 2009 recuou a 12,02 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 fechou a 12,68 por cento.

GLOBAL 40 BRAGLB40=RR

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, subia para 134,875 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,35 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil cedia 3 pontos, a 226 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 253 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

Pouco antes do fechamento, o índice Dow Jones .DJI perdia 1,4 por cento, a 12.651 pontos. O Nasdaq .IXIC caía 1,5 por cento, para 2.461 pontos. O índice S&P 500 .SPX exibia baixa de 1,27 por cento, aos 1.397 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS US10YT=RR

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, mostrava-se praticamente estável, com rendimento de 3,83 por cento no final da tarde.

Reportagem adicional de Daniela Machado e Cesar Bianconi; Edição de Daniela Machado

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below