8 de Janeiro de 2008 / às 20:32 / 10 anos atrás

Bovespa recupera boa parte das perdas dos últimos pregões

Por Cesar Bianconi

SÃO PAULO (Reuters) - A Bolsa de Valores de São Paulo fechou em forte alta nesta terça-feira, recuperando parte das perdas acumuladas nos últimos pregões, com o bom desempenho na sessão das blue chips Petrobras e Vale. Pelo segundo dia consecutivo, as ações da Oi, antiga Telemar, dispararam.

O mercado acionário brasileiro operou no terreno positivo o dia todo, enquanto Nova York viveu mais um dia de volatilidade. Em Wall Street, os principais índices operavam em queda de mais de 1 por cento a menos de 1 hora do fechamento.

O Ibovespa terminou o dia em alta de 2,15 por cento, aos 62.080 pontos. O volume financeiro foi de 5,4 bilhões de reais.

Agora, o principal indicador da bolsa paulista acumula queda este ano de cerca de 2,8 por cento. Até segunda-feira, a desvalorização do índice era de quase 5 por cento, diante de temores de uma recessão nos Estados Unidos.

Segundo analistas, as incertezas sobre o rumo da economia dos EUA têm afastado investidores de prazo mais longo da bolsa e qualquer notícia pontual negativa leva à realização de lucros de curto prazo.

"A volatilidade dos mercados vai continuar... Vamos ver amanhã como o mercado vai se comportar", afirmou o assessor de investimentos Luiz Roberto Monteiro, da corretora Souza Barros.

O índice de risco da corretora UBS Pactual ainda mostra pouco apetite do investidor para ativos de risco.

"As incertezas sobre a economia dos EUA aumentaram após o período de festas", afirmou a corretora em relatório.

Em meio às expectativas sobre os próximos passos do Federal Reserve num cenário de crescente temor de uma recessão norte-americana, autoridades do banco central dos EUA com visões opostas mandaram uma mensagem similar nesta terça-feira: mais cortes do juro podem ocorrer.

O presidente do Fed da Filadélfia, Charles Plosser, ressaltou, porém, que hoje a política monetária pouco pode fazer para mudar o crescimento abaixo da tendência esperado para o primeiro semestre do ano nos EUA.

A próxima reunião do Fed ocorre em 29 e 30 de janeiro e o mercado projeta novo corte do juro após três reduções seguidas desde setembro.

DESTAQUES

Nesta terça, o barril do petróleo para entrega em fevereiro subiu 1,31 dólar, para 96,40 dólares, em Nova York. Isso contribuiu para a performance das ações preferenciais da Petrobras, as mais negociadas do pregão. Elas dispararam 5,49 por cento, para 83,35 reais

"As ações caíram muito nos últimos dias depois de terem subido bastante, tocaram a máxima de 86 (reais) na sexta passada, agora está voltando tudo, com a alta do petróleo", disse Nelson Rodrigues de Matos, analista do BB Investimentos.

As preferenciais da Vale tiveram ganho de 1,87 por cento, a 48,40 reais, resultado de especulações sobre o reajuste do minério de ferro, na visão de Monteiro, da Souza Barros.

As ações da Oi mais uma vez figuraram entre as maiores altas. Na segunda-feira, os papéis do grupo já haviam subido pela notícia de que a empresa teria feito proposta de compra da rival Brasil Telecom.

As ações mais líquidas do grupo Oi no Ibovespa, as preferenciais da Tele Norte Leste e da Telemar Norte Leste, avançaram 8,1 por cento e 9,3 por cento, respectivamente.

Nenhuma das empresas de telefonia havia se manifestado oficialmente sobre o assunto até o fechamento da bolsa.

Colaborou Denise Luna

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below