Opep só deve cortar produção se petróleo cair abaixo dos US$80

quarta-feira, 8 de outubro de 2008 11:25 BRT
 

DUBAI, 8 de outubro (Reuters) - A Organização dos Países Produtores de Petróleo não deve cortar a produção em sua reunião de dezembro, a não ser que o preço do petróleo bruto produzido pelos membros do bloco caia abaixo dos 80 dólares o barril, disse uma fonte da Opep nesta quarta-feira.

O preço da cesta de petróleo da Opep permaneceu um pouco acima deste limite na terça-feira, em 80,04 dólares o barril. O petróleo bruto dos EUA CLc1, que é negociado a alguns dólares a mais do que o produto da Opep, recuou para o menor patamar em 10 meses nesta quarta-feira, pressionado pelo receio de que a crise financeira internacional tenha um impacto principalmente na demanda por energia.

"O preço ainda está razoável", afirmou a fonte à Reuters. Se continuar onde está, a Opep vai reduzir os níveis de produção definidos na última reunião. Eu acho que se cair abaixo dos 80 dólares, a Opep vai cortar ainda mais".

Vários membros da Opep expressaram preocupação com a demanda e o declínio dos preços. O ministro da Nigéria disse na quarta-feira que o grupo talvez precise intervir para balancear o mercado.

O núcleo de países do Golfo Árabe da Opep normalmente estabelece o próprio orçamento em preços mais conservadores do que membros como a Nigéria e o Irã.

Mesmo que o petróleo caia abaixo da marca dos 80 dólares, a Opep dificilmente tomará alguma atitude antes da próxima reunião em dezembro, segundo a fonte da Opep.

A crise financeira global e a redução no ritmo da demanda causaram preocupações, mas a queda dos preços do petróleo deve impusionar o consumo, finalizou.

(Por Simon Webb)