Bolsas dos EUA despencam após AT&T trazer medo de recessão

terça-feira, 8 de janeiro de 2008 19:51 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em forte baixa nesta terça-feira, após a companhia do setor de telefonia AT&T alertar para a fraqueza dos gastos dos consumidores e a Countrywide Financial despencar com o alarme crescente sobre a saúde financeira da maior concessora de hipotecas do país.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 1,86 por cento, para 12.589 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 2,36 por cento, para 2.440 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 1,84 por cento, para 1.390 pontos.

O presidente-executivo da AT&T disse que a desaceleração dos Estados Unidos está afetando os negócios da empresa. Isso derrubou em 4,8 por cento as ações da maior companhia norte-americana do setor de telefonia.

As ações da Countrywide despencaram 27,4 por cento, maior queda desde o crash da bolsa em 1987. O tombo ocorreu em meio à especulação de que a companhia poderia pedir proteção contra falência diante das dificuldades para se reerguer do baque sofrido com a crise nas hipotecas e no crédito. A empresa negou os rumores.

Com o alerta da AT&T e a queda da Countrywide, os índices Dow Jones e S&P 500 tiveram a pior performance dos primeiros cinco dias do ano desde 1991.

"Os rumores sobre a Countrywide colocaram muita pressão sobre o mercado", disse Sam Rahman, gestor de portfólio da Baring Asset Management, em Boston. E "se houver uma fraqueza ligada ao consumo na AT&T, essa é uma confirmação adicional de que esse setor está em dificuldades."