CÂMBIO-Dólar praticamente trava e exige intervenções do BC

quarta-feira, 8 de outubro de 2008 12:26 BRT
 

SÃO PAULO, 8 de outubro (Reuters) - A tensão com a crise externa praticamente travou o mercado de câmbio no início desta quarta-feira, levando o Banco Central a retomar os leilões de dólares das reservas internacionais sem compromisso de recompra.

Às 12h20, a moeda norte-americana BRBY subia 3,1 por cento no pregão eletrônico à vista da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), a 2,385 reais. No mercado futuro, o dólar chegou a avançar mais de 6 por cento, atingindo o limite máximo de alta, a 2,462 reais.

"O mercado (como um todo) está sem direção ainda, está procurando um patamar de equilíbrio de preços", disse Francisco Carvalho, gerente de câmbio da corretora Liquidez.

Nesse contexto, o Banco Central realizou três leilões de venda de dólares ao mercado. Operações desse tipo, sem compromisso de recompra, não eram realizadas desde março de 2003.

Na véspera, o BC já havia anunciado a realização de um leilão de contratos de swap tradicionais. As propostas serão recolhidas entre 14h30 e 14h45 e serão oferecidos até 41.050 contratos em dois vencimentos.

(Reportagem de Jenifer Corrêa; Edição de Daniela Machado)