Lula decide nome de Minas e Energia e reúne ministros este mês

terça-feira, 8 de janeiro de 2008 20:56 BRST
 

Por Carmen Munari

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva convocou os ministros para a primeira reunião da equipe neste ano. Será dia 21 de janeiro, de acordo com o Planalto. Também ainda este mês deve sair a indicação de um integrante do PMDB para o Ministério de Minas e Energia.

No encontro, o presidente deve discutir os cortes no Orçamento da União necessários para suprir o fim da cobrança da CPMF, derrubada em dezembro pelo Senado.

Lula deve dar um "comando geral" sobre as reduções e depois caberá ao ministro Paulo Bernardo (Planejamento) se reunir com cada colega para especificar os cortes, de acordo com fonte da Presidência.

Apesar da necessidade de reduzir despesas, Lula deve cobrar dos ministros a entrega, ainda durante seu governo, dos projetos e programas que foram prometidos. Um balanço sobre essas iniciativas já foi feito em reuniões individuais entre Lula e ministros. O foco do presidente será exigir o cumprimento dos cronogramas de cada programa.

Lula também deve pedir que a equipe dê mais atenção aos parlamentares da base aliada para garantir as futuras votações de projetos do governo, na tentativa de evitar o efeito CPMF. A recomendação para esta atitude, que não é novidade nos governos federais, vem do ministro José Múcio, das Relações Institucionais.

Antes da reunião ministerial, Lula deve definir o novo ministro das Minas e Energia, segundo a fonte, que sairá do PMDB. O mais cotado é o senador Edison Lobão, do Maranhão.

FORA DE DAVOS

O presidente decidiu não comparecer ao Fórum Econômico Mundial, que se realiza este mês em Davos, na Suíça. Ele esteve presente ao evento anual que reúne grandes empresários e economistas em 2003, 2005 e 2007. Os ministros Celso Amorim (Relações Exteriores) e Fernando Haddad (Educação) vão representar o governo brasileiro.   Continuação...