Alimentos pressionam e IPC-S sobe 0,17%

quinta-feira, 8 de novembro de 2007 08:27 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os preços dos alimentos continuam pressionando o bolso dos consumidores e os indicadores de inflação no início de novembro.

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) registrou alta de 0,17 por cento na abertura do mês, puxado pelo aumento dos preços de produtos como arroz, feijão, hortaliças e legumes, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quinta-feira. No fechamento de outubro, o indicador subiu 0,13 por cento.

"Alimentação foi a classe de despesa que mais contribuiu para o avanço da taxa do IPC-S", informou a FGV. Os preços dos alimentos avançaram 0,39 por cento, depois de terem subido 0,25 por cento no fechamento de outubro.

Os custos com Transportes, Despesas diversas e Habitação também foram elevados. Em contrapartida, os grupos Vestuário e Saúde e Cuidados Pessoais registraram decréscimos em suas taxas de variação.

A primeira prévia do IPC-S de novembro foi calculada com base nos preços coletados entre os dias 8 de outubro e 7 de novembro, comparados aos coletados entre 8 de setembro e 7 de outubro.

(Por Renato Andrade)