JURO-Com IPCA forte, mercado prevê alta de 0,50 ponto da Selic

quarta-feira, 9 de abril de 2008 16:16 BRT
 

SÃO PAULO, 9 de abril (Reuters) - O susto com a inflação medida pelo IPCA em março fez o mercado aumentar as apostas em uma alta de 0,5 ponto percentual da taxa Selic, com avanço das projeções de juros futuros nesta quarta-feira.

"O IPCA deu um banho de água fria nos que acreditavam que pudesse vir alguma coisa mais tranquila na reunião do Copom (Comitê de Política Monetária)", disse Rodrigo Ferreira, operador do Banco Alfa de Investimento.

A decisão sobre a taxa básica de juros será anunciada em 16 de abril, e o BC tem indicado nas últimas semanas uma alta da Selic para conter a pressão sobre os preços.

Segundo Ferreira, as projeções mais curtas de juros consideravam, no meio da tarde, uma chance de 80 por cento de alta de 0,50 ponto percentual na taxa Selic. O mercado, porém, ainda vê a possibilidade de uma elevação mais moderada, de 0,25 ponto percentual.

De acordo com o governo, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,48 por cento no mês passado, surpreendendo 33 analistas ouvidos pela Reuters que esperavam leitura de, no máximo, 0,46 por cento.

No acumulado em 12 meses, o índice teve alta de 4,73 por cento, maior nível em dois anos e acima do centro da meta de 4,5 por cento definida pelo governo.

Outro indicador mostrou força da inflação. A primeira prévia de abril do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) mostrou alta de 0,33 por cento, acima da mediana de 0,20 por cento das estimativas de economistas ouvidos pela Reuters.

O contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) janeiro de 2009 <0#2DIJ:> subiu de 12,35 por cento para 12,46 por cento na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). Outro DI com volume alto, o janeiro 2010 avançou de 13,15 para 13,27 por cento.

No mercado aberto, o BC tomou 35,726 bilhões de reais dos bancos, por 1 dia, a 11,19 por cento ao ano.

(Por Silvio Cascione; Edição de Daniela Machado)