BOLSA ÁSIA-Corte coordenado de juros puxa alta de índices

quinta-feira, 9 de outubro de 2008 07:51 BRT
 

Por Kevin Plumberg

HONG KONG, 9 de outubro (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia tiveram ganhos modestos nesta quinta-feira, depois que bancos centrais da China à Europa e Estados Unidos cortaram taxa de juro para auxiliar a economia global, apesar de investidores estarem tensos com os mercados de crédito.

Em um caso sem precedentes de coordenação internacional, o Federal Reserve dos Estados Unidos, o Banco Central Europeu e outros bancos centrais, incluindo o da China, executaram cortes na taxa de juro na quarta-feira, em meio à queda de mercados acionários e de um setor bancário sob severa ameaça.

Ainda assim, analistas disseram que mais ações terão que ser tomadas por autoridades antes que a pior crise financeira desde a Grande Depressão acabe, particularmente diante da reunião do grupo das sete nações mais ricas do mundo na sexta-feira.

"Nós entendemos que a falta de um sinal positivo claro da parte do mercado significa que os mercados continuarão a pressionar o Fed e outros bancos centrais para fazerem mais cortes e injetarem liquidez até o fim do ano", escreveram em nota economistas do United Overseas Bank de Cingapura.

O índice MSCI que reúne os principais mercados acionários da Ásia com exceção do Japão .MIAPJ0000PUS operava em alta de 2 por cento, depois de ter caído 9 por cento na quarta-feira, na maior queda em um único dia em pelo menos 20 anos.

O índice Nikkei, da bolsa de TÓQUIO .N225, terminou o dia com queda de 0,5 por cento em uma sessão volátil, registrando a sexta desvalorização seguida e atingindo o nível mais baixo desde 2003.

Mas o índice Hang Seng .HSI, de HONG KONG, subiu 3,31 por cento depois de três dias de perdas terem levado o indicador ao menor patamar em dois anos. O valor das ações foi o mais baixo desde a crise financeira asiática ocorrida há uma década.

"Um risco de uma séria recessão global aumentou à medida que os cortes de juro coordenados não estão estabilizando os mercados financeiros. Isso terá um efeito adverso nas economias asiáticas, nas quais o setor manufatureiro tem uma enorme participação", disse Masamichi Adachi, economista sênior do JPMorgan Securities em Tóquio.

O mercado de SEUL .KS11 teve alta de 0,64 por cento, revertendo perdas do início da sessão. XANGAI .SSEC recuou 0,84 por cento, TAIWAN .TWII se desvalorizou em 1,45 por cento e CINGAPURA .FTSTI avançou 3,4 por cento. SYDNEY .AXJO teve queda de 1,53 por cento.