CÂMBIO-Dólar cai mais de 4% após tensão da véspera

quinta-feira, 9 de outubro de 2008 11:43 BRT
 

SÃO PAULO, 9 de outubro (Reuters) - O dólar caía mais de 4 por cento frente ao real nesta quinta-feira e acomodava-se em relação à forte alta dos últimos dias, acompanhando também uma leve melhora em outros segmentos do mercado.

Às 11h40, a divisa norte-americana BRBY era cotada a 2,196 reais, em queda de 4,27 por cento.

"A tendência do dólar é dar uma acalmada... num movimento de alívio. Mas a crise não está resolvida", considerou Marcos Forgione, analista da corretora Hencorp Commcor, referindo-se às preocupações globais em torno de uma recessão.

Na Europa, mais uma intervenção dos governos da França, da Bélgica e de Luxemburgo vai garantir novos financiamentos ao banco Dexia, que foi resgatado na semana passada.

As medidas governamentais de combate à crise parecem ter surtido algum efeito. Um dia após a ação coordenada de redução de juro por vários bancos centrais ao redor do mundo, os mercados apresentavam leve melhora.

O principal índice da Bovespa .BVSP subia mais de 2 por cento. Em Nova York, as bolsas de valores também subiam, mas sem o ímpeto exibido mais cedo.

No Brasil, o Banco Central mantém a linha de atuações para corrigir os problemas de liquidez do mercado. Além do anúncio feito na véspera de mais uma redução nos compulsórios, a autoridade monetária fez nesta manhã novo leilão de venda de dólares ao mercado sem compromisso de recompra.

Na quarta-feira, o BC retomou esse tipo de operação, que não era realizada desde março de 2003, diante de um mercado de câmbio praticamente travado --em que poucos negócios levaram o dólar até 2,53 reais no pregão à vista da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F).

Um leilão de swap tradicional também será realizado nesta sessão das 12h45 às 13h. Serão oferecidos até 34,7 mil contratos e o resultado será divulgado a partir das 13h15.

(Reportagem de Jenifer Corrêa; Edição de Daniela Machado)