ATUALIZA-Primeiros dados mostram fôlego da inflação em outubro

quinta-feira, 9 de outubro de 2008 10:57 BRT
 

(Texto atualizado com informações sobre IPC da Fipe)

SÃO PAULO, 9 de outubro (Reuters) - Os primeiros números da inflação em outubro mostram que o potencial de alta dos indicadores ainda não foi completamente erradicado, o que sustenta a possibilidade de manutenção do ciclo de aperto monetário do Banco Central por mais um tempo.

Nesta quinta-feira, dois índices divulgados mostraram que os preços continuam subindo. Do ponto de vista dos consumidores, a alta segue moderada, e em alguns casos houve até deflação.

Mas o comportamento no atacado é mais complicado. As altas verificadas mostram que ainda existe potencial de repasse para os consumidores, o que seria um problema para o BC, que tenta trazer a inflação de volta ao centro da meta já em 2009.

O Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), da Fundação Getúlio Vargas, registrou em sua primeira leitura de outubro uma alta de 0,55 por cento, ante variação nula no mesmo período de setembro.

A alta reflete, em boa medida, o comportamento do Índice de Preços por Atacado (IPA), um dos três componentes do IGP-M, que subiu 0,71 por cento, depois de ter caído 0,14 por cento na abertura de setembro.

Por outro lado, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da cidade de São Paulo, apurado pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (Fipe), teve alta de 0,32 por cento na primeira quadrissemana do mês, uma desaceleração frente ao avanço de 0,47 por cento registrado no mesmo período de setembro.

Dentro do IGP-M, os preços aos consumidores recuaram 0,08 por cento, mesma variação apurada na primeira leitura do mês passado.   Continuação...