Chávez diz que mais 3 reféns das Farc podem ser libertados

sábado, 9 de fevereiro de 2008 17:40 BRST
 

CARACAS (Reuters) - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, mostrou-se esperançoso neste sábado com a possibilidade de as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) libertarem outros três reféns, depois que a maior guerrilha colombiana lhe entregou duas políticas que permaneceram sequestradas por seis anos na selva.

Chávez, que depois da libertação de Clara Rojas e de Consuelo González pediu que as Farc fossem retiradas da lista de organizações terroristas, afirmou que já realizou os primeiros contatos com os rebeldes.

"Estou esperando para em breve termos esses três novos libertados...Já fizemos contatos com as Farc para este fim", disse Chávez durante visita ao seu Estado natal de Barinas, no sudoeste venezuelano, onde se reuniu com familiares dos reféns que podem possivelmente ser libertados.

Na semana passada, as Farc anunciaram sua intenção de entregar a Chávez os ex-parlamentares Orlando Beltrán Cuellar, Gloria Polanco e Luis Eladio Pérez devido à fragilidade do estado de saúde dos três.

As relações entre Venezuela e Colômbia enfrentam a pior crise diplomática da história recente, após o presidente colombiano, Alvaro Uribe, suspender em novembro a mediação realizada por Chávez para conseguir uma troca humanitária entre reféns das Farc e membros da guerrilha presos pelo governo colombiano.

(Por Enrique Andrés Pretel)